Caras novas no Handebol

13
O técnico da AAU – UnC Concódia, Alexandre Schneider, já conta com novas atletas para os compromissos da equipe neste ano.
Além da atleta Taisse Santos da Costa, que já defendeu o grupo no jogo de estreia da Liga 2017, a equipe recebe vindas da categoria de base: Maysa Dias de Almeida Pischke, Greice Stefany Boscia Alves (da cidade de Luzerna), Livia Maria Knaack Farah Ribeiro, Eduarda Longo Bavaresco, Tanila Stefani Franzen e Grace Kelly Munareto (foto), que já estão treinando com o elenco.
O técnico aguarda para esta quinta (10), a chegada da atleta Fernanda Wessling, que estava jogando no Paraná, e que provavelmente já estará a disposição para o próximo jogo, contra a equipe do Pinheiros (SP), na próxima semana.
Além disso o técnico está finalizando os acertos com a goleira, Jerusa Dias, que já passou pela equipe do Força Aérea Brasileira (RJ), e recentemente defendia a equipe de Taubaté (SP). “A Jerusa é uma jogadora experiente, que joga muito o handebol de praia também, e que pode somar muito ao grupo neste momento de transição, principalmente com a perda de algumas atletas”, salientou Schneider.
Devida a uma solicitação feita pela equipe de Guarulhos (SP), houve uma alteração na tabela dos jogos. Com isso a equipe da AAU – UnC Concórdia embarca nos próximos dias rumo a São Paulo, onde enfrentará o Pinheiros, atual campeão da Liga no dia 17 de agosto.
Segundo o técnico: “esse será um confronto muito difícil, principalmente na questão de ritmo de competição. Essa é a vantagem que eles tem. Mantiveram a base do grupo, parece que duas atletas se transferiram para a Europa, mas ainda não temos essa confirmação, e é um grupo muito forte treinado por um grande técnico, o Alex, que foi auxiliar técnico da Seleção Brasileira e que também treina a Seleção da Angola. Mas neste momento estamos conscientizando as nossas atletas que o jogo contra o Pinheiros e contra a Unip/São Bernardo (SP), são jogos importantes mas não são aqueles jogos que vão definir a classificação. Claro que se conseguirmos buscar um resultado positivo nesses jogos é importante. Mas creio que temos que nos preocupar com as outras equipes que estão buscando essas duas vagas para a próxima fase, justamente pelo nível de competição que as equipes de São Paulo estão apresentando neste momento”.
Sobre a equipe de Guarulhos, adversário que as concordienses enfrentarão em casa no dia 31 de agosto, Schneider avalia como uma equipe mais modesta, mas que tem um bom elenco e que também fizeram reforços importantes, entre eles a goleira Ariadne (ex Metodista) e a Fran, que já fez parte da Seleção Brasileira.
“Eu creio que não teremos jogo fácil nesta etapa, além dos adversários nós ainda não conseguimos dar o ritmo de competição necessário. Mas eu acredito que com essa construção, com a vinda dessas novas atletas, nosso grupo possa estar bastante forte e aí sim, com possibilidades de classificação para a próxima fase” – concluiu Schneider.
(assessoria Handebol)